15ª Parada Gay espera reunir 3 milhões neste domingo

A 15ª edição da Parada Gay de São Paulo acontece hoje, a partir do meio-dia. Os organizadores do evento estimam que cerca de 3 milhões de pessoas se reúnam para acompanhar o desfile, que começa na Avenida Paulista e segue pela Rua da Consolação até a Praça Roosevelt, no centro da cidade. O evento está entre os três maiores acontecimentos turísticos da cidade, junto com a Fórmula 1 e a Virada Cultural.

MARCELA GONSALVES, Agência Estado

26 Junho 2011 | 08h46

O trânsito da região está sendo monitorado desde as 21 horas de ontem até as 3 horas de amanhã, de acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A Polícia Militar também organizou uma operação especial para monitorar o trajeto da parada e sua imediações. Diversas ruas e avenidas dos bairros da Bela Vista, Cerqueira César, Consolação e República serão interditadas partir das 10 horas deste domingo, quando começa a concentração para o evento.

A Parada Gay deste ano tenta resgatar seu viés político. Após a aprovação da união estável homoafetiva pelo Superior Tribunal Federal (STF) em maio, os militantes buscam agora a aprovação no Congresso, em seu texto original, do Projeto de Lei Complementar (PLC) 122, que visa a criminalizar a homofobia.

O tema escolhido para a 15ª Parada criou polêmica. A frase "Amai-vos uns aos outros: basta de homofobia", que faz referência a um mandamento bíblico, foi alvo de críticas. Em carta, a Associação da Parada do Orgulho GLBT (APOGLBT) de São Paulo, responsável por organizar o evento, se justificou: "Respeitosamente, nos apropriamos da frase ''Amai-vos uns aos outros'' para pedir fim à guerra travada entre religião e direitos humanos, financiada pelas brasileiras e brasileiros que dão voz aos fundamentalistas e extremistas que ocupam as cadeiras do Parlamento e espaço nas mídias."

Trios

A 15ª Parada do Orgulho LGBT está prevista para começar ao meio-dia, em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp). Por volta das 16h todos os trios elétricos já terão saído da Avenida Paulista e às 18h devem ter deixado a Rua da Consolação. Confira a ordem de saída dos carros:

1. Oficial da Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT)

2. Central Única dos Trabalhadores (CUT)

3. Sindicato Apeoesp (Professores)

4. Orion Cosméticos

5. Visibilidade de Travestis e Transexuais (APOGLBT)

6. União Nacional dos Estudantes (UNE)

7. Sindicato dos Comerciários

8. Nostro Mondo

9. Visibilidade Lésbica (APOGLBT)

10. Salete Campari

11. ONG ABCDs (Santo André)

12. Coordenadoria de Assuntos de Diversidade Sexual (CADS)

13. Site Disponivel.com

14. Grupo de Prevenção da DST/AIDS (APOGLBT)

15. Coordenadoria de Assuntos de Diversidade Sexual (CADS)

16. Trio da Paz (Instituto Sou da Paz)

Cancelamento

O show da cantora Wanessa, que encerraria o evento às 19 horas, no Vale do Anhangabaú, foi cancelado pela Prefeitura. A empresa São Paulo Turismo S/A (SPTuris) alegou não dispor de verba suficiente para financiar a infraestrutura necessária. A Polícia Militar do Estado de São Paulo também afirmou não ter o contingente adequado para garantir a segurança do público.

Mais conteúdo sobre:
Parada Gay SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.