21/9 Será que ele vem?

NÃO PARA, NÃO PARA, NÃO, NÃO

O Estado de S.Paulo

13 de setembro de 2013 | 02h22

Aguenta firme que ainda tem mais shows. Até o dia 26, a parte verdadeiramente roqueira do Rock in Rio aporta por aqui: tem grunge, hard rock e gypsy punk

É com a nova turnê 'Because We Can' que o Bon Jovi deve voltar ao Brasil no dia 21, no Morumbi. A incerteza bateu na quarta (11), quando mandávamos esta edição para a gráfica e a banda cancelou shows no México e na Argentina. Mas o Rock in Rio garantia que estava tudo certo para o Brasil. O disco 'What About Now', lançado este ano, não chega a ser um marco: falta novidade ou um hit marcante, mas tem músicas dignas de uma banda de rock de arena. Na hora do show, não precisa segurar o 'oh we're half way there' na garganta. O grupo toca 'Livin' On A Prayer' e outros clássicos como 'You Give Love A Bad Name', 'Born To Be My Baby' e 'Bed of Roses'. Mas não se preocupe em chegar cedo: a abertura é do Nickelback. Estádio do Morumbi. Pça Roberto Gomes Pedrosa, 1, Morumbi, Sáb. (21), 18h30 (abertura dos portões: 16h). R$ 90/R$ 680.

22/9 - Mais uma vez

Sebastian Bach está se tornando figurinha fácil no Brasil, mas o Rock in Rio é um marco para sua carreira solo. Em São Paulo, ele volta para o Carioca Club no dia 22, mostrando o que fez no CD e DVD ao vivo 'ABachalypse Now', lançado este ano. Assim como seus últimos shows, o repertório do DVD é praticamente composto por metade de músicas do Skid Row, sua antiga banda, e outra parte de faixas da carreira solo como 'Kicking and Screaming'.

Carioca Club (530 lug.). R. Cardeal Arcoverde, 2.899, Pinheiros. 3813-8598. Dom. (22), 20h. R$ 90/R$ 220. Cc.: M e V. Cd.: todos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.