30% das empresas não têm ações de sustentabilidade

Mais de 30% das empresas globais ainda precisam implementar planos de sustentabilidade, aponta pesquisa da área de Mudanças Climáticas e Sustentabilidade da consultoria KPMG. Segundo o estudo, faltam estratégias de crescimento para projetos nessa área. O levantamento foi realizado com 378 executivos dos EUA, Canadá, e das regiões Ásia Pacífico, Europa, Oriente Médio, África e América Latina.

Andrea Vialli, O Estado de S.Paulo

27 Junho 2011 | 00h00

Segundo a pesquisa, 60% das companhias pesquisadas afirmaram ter uma estratégia em funcionamento para sustentabilidade corporativa, porcentual ligeiramente acima do que os 50% apresentados em um estudo semelhante realizado em 2008.

Já entre as empresas que não dispõem de uma estratégia, mais de 70% esperam ter uma dentro do prazo de um a cinco anos, e 25% indicaram não ter um prazo específico para tal. Mesmo assim, quase 50% dos executivos acreditam que a implementação de programas de sustentabilidade irá contribuir de forma significativa para a empresa, seja pela redução de custos ou pela maior rentabilidade.

"A maioria das empresas entende o que elas têm de fazer em relação à sustentabilidade, mas precisam de ajuda na construção de sistemas de informação para estabelecer o quanto eficazes elas são na redução da emissão de carbono", diz Eduardo Cipullo, sócio responsável pela área de sustentabilidade da KPMG no Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.