50 túmulos são violados em cemitério de Bauru

Na madrugada de sexta-feira, ao menos 50 sepulturas foram violadas no Cemitério da Saudade, em Bauru, região central do Estado de São Paulo. Caixões foram retirados dos túmulos e deixados nas alamedas do cemitério com ossos à mostra. Os ladrões mexeram nos ossos à procura de joias e dentes de ouro, segundo a polícia.

SANDRO VILLAR, Agencia Estado

11 Julho 2009 | 17h51

A destruição foi tão grande que as visitas foram canceladas. O cemitério ficará fechado até este domingo. Apenas os enterros estão autorizados. Todas as violações foram registradas pela Polícia Técnica. As famílias serão avisadas pelos funcionários do cemitério. Os parentes deverão ajudar na reconstrução dos túmulos. Foi a segunda violação no Cemitério da Saudade este ano. Em março, 39 sepulturas foram danificadas. Não há iluminação nem vigia. A Prefeitura estuda colocar câmeras de vídeo no cemitério.

Mais conteúdo sobre:
Baurú cemitério violação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.