68 pessoas já foram presas durante protesto em SP

A Secretaria de Segurança Pública de SP informou que 68 pessoas já foram presas até o início da noite desta quinta-feira durante os protestos contra o aumento da tarifa de ônibus. Elas foram levadas para um ônibus da PM parado perto do Teatro Municipal.

Agência Estado

13 de junho de 2013 | 18h52

A pasta também informa que o jornalista da Carta Capital Piero Locatelli, detido pela PM, vai ser liberado do 78º DP (Jardins). Segundo a secretaria, ele foi preso porque estava com vinagre na bolsa - o produto seria usado para neutralizar o efeito de bombas de gás lacrimogêneo. A secretaria informou que um segundo jornalista também foi preso por ter "tentado evitar uma prisão".

Integrantes da Juventude do PT compareceram com bandeiras ao ato e foram hostilizados pela multidão. Segundo Erick Bouzano, presidente do Diretório Municipal da Juventude do PT, só a Executiva Estadual sinalizou apoio ao protesto. "Achamos importante participar", disse.

De acordo com a PM, o combinado com as lideranças é que os manifestantes sigam pela Avenida Ipiranga até chegar à Praça Roosevelt.

Tudo o que sabemos sobre:
tarifasprotestoSPprisões

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.