93% dos consumidores via Internet ignoram vírus

Pesquisa mostra que cerca de 93% dos consumidores, que fazem suas compras via internet, entendem que não estão vulneráveis as "pragas" virtuais, mas estudo revela que 54% dos entrevistados já foram atingidos por vírus. Este é o resultado de uma pesquisa desenvolvida pela Aliança Nacional de Segurança Virtual (NCSA - National Cyber Security Alliance) e a empresa de segurança McAfee.De acordo com o relatório 93% dos consumidores acham que não estão vulneráveis a essas "pragas" virtuais, mas ao longo do estudo, foi constatado que 54% dos entrevistados foram atingidos por vírus e quase a metade das máquinas examinadas (48%) não estavam com seus antivírus atualizados.Um especialista em segurança digital, Sérgio Leandro, da OS&T Informática, explicou que "uma das principais táticas utilizadas pelos invasores é o phishing, modalidade de fraude eletrônica em que mensagens falsas são enviadas para enganar os internautas e instalar os programas maliciosos de roubo de identidade".Ele alerta que o problema não é novo, mas tem crescido de forma tão assustadora que já superou o volume de vírus de computador. Diariamente, quase 8 milhões de e-mails de phishing são disparados para usuários de todo o mundo, em especial do Brasil e dos Estados UnidosLeandro chama atenção: "É justamente em um momento de vulnerabilidade que o e-consumidor corre o risco de ser alvo de fraudes. Visitas realizadas a sites inseguros, leitura de e-mails não confiáveis, downloads de programas de sites não conhecidos, entre outras, são as ações mais freqüentes desenvolvidas por hackers para atacar os internautas. Eles aproveitam a euforia do e-consumidor para desviar a atenção dos indicadores básicos de segurança e efetuar a fraude".

MILTON F.DA ROCHA FILHO, DA AE, Agencia Estado

01 de março de 2008 | 09h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.