A alma confeitada de Paris

Como dizem os franceses, a compulsão é ‘lamber’ cada vitrine, provar cada joia-docinho, usar como button, levar para os amigos. O mundo amanteigado das docerias parisienses é infinito. Fizemos um roteiro de la crème de la crème da pâtisserie parisiense

Lucinéia Nunes,

05 Novembro 2009 | 10h38

PARIS - Você já reparou como Paris cheira a manteiga mais do que a parfum? O aroma doce, amanteigado, faz a gente querer entrar em cada portinha e provar cada um dos doces coloridos, milimetricamente decorados, exibidos em perfeita simetria. Para completar a tentação, as vitrines das pâtisseries parisienses costumam ser renovadas a cada estação, para acomodar as novas coleções, assim como as vitrines de lojas de roupas. Ou seja, mesmo que você já tenha visitado Paris mil vezes, não dá para deixar de ir às confeitarias, conferir as novidades. E para guiar você em sua próxima viagem, o Paladar apresenta um roteiro de pâtisseries obrigatórias. A ROTA DO AÇÚCAR A l’Étoile d’Or | É o melhor lugar de Paris para comprar chocolates e caramelos de todas as regiões da França, confeccionados por renomados pâtissiers franceses, como Maurice Bernachon, de Lyon, tabletes de Bonnat, feitos em Voiron, Isère. E os imbatíveis caramelos com manteiga e sal de Henri Le Roux, da Bretanha. Você provavelmente será recebido pela dona da loja, Denise Acabo, uma senhora simpática que cultiva trancinhas, veste saia pregueada e mostra orgulhosa os inúmeros artigos escritos sobre ela e a loja nos últimos 36 anos. 30 rue Fontaine, tel. (33) 01 4874-5955 DOÇURAS DE MARLETTI - O melhor do ano pelo 'Guia Pudio' Carl Marletti | Os doces são exuberantes, e você vai precisar de um bom tempo namorando a vitrine. Prove a torta de frutas ou a de limão, eleita pelo jornal Le Figaro a melhor neste ano. A mille-feuille de baunilha tem creme espesso e camadas crocantes de massa folhada com um toque caramelizado. Marletti, eleito o melhor pâtissier de 2009 pelo Guia Pudlo, também faz geleias, bolos e macarons. Começou a carreira estagiando com Gaston Lenôtre (1920-2009) antes de abrir a loja, em 2007. 51 rue Censier, tel. (33) 01 4331-6812 MACARONS DE MULOT - Delicados Gérard Mulot | Seus macarons e doces são os preferidos de chefs como o pâtissier Fabrice Le Nud. Além dos sabores clássicos, a seleção de macarons tem novidades como laranja com canela ou gengibre. A éclair de caramelo é imperdível, com a massa fina e o creme farto. A casa tem ainda pães, petit fours, bolos e financiers para acompanhar o chá. 76 rue de Seine, tel. (33) 01 4326-8577 Bolo de megève da Fauchon Fauchon | Chique e moderno, o lugar vende temperos, guloseimas, patês, chocolates, pratos rápidos, bebidas e, para completar, doces perfeitamente arrumados nas vitrines, como macarons, éclair, mille-feuille e babá ao rum. E criações como o bolo megève, com biscoito de amêndoa torrada, musse de chocolate amargo 66%, merengue crocante de chocolate com gotas de baunilha e macarons. Não resista, nem conte calorias. Um passeio pelo Jardim de Luxemburgo fará você esquecer esse detalhe. 26 Place de la Madeleine, tel. (33) 01 7039-3800 La Maison du Chocolat | Nas vitrines e prateleiras estão bombons aveludados e recheados com ganaches leves que derretem na boca, como a versão brésilien que combina chocolate amargo com infusão de cafés moca e arábica. Entre os tabletes, comece pelo ao leite talamanca (com 37% de cacau) e depois prove um mais intenso, como o pariguan (69% cacau). As maisons ainda têm trufas, biscoitos, sorvetes e doces, como a deliciosa éclair de café. 8 boulevard de la Madeleine, tel. (33) 01 4742-8652 Ladurée | O macaron, doce mais emblemático da casa, é feito diariamente com uma combinação perfeita de açúcar, ovos e amêndoas. Vale a pena provar vários deles para eleger o preferido. A novidade para o outono/inverno francês é o de figo com tâmara, muito doce. Mas a casa tem 12 sabores permanentes, como os de baunilha e caramelo com flor de sal, e outros "perfumes sazonais", como frutas vermelhas, cereja e coco. Alguns são mais massudos, com uma boa dose de recheio, quase puxa, enquanto outros são mais sequinhos e crocantes. 21 rue Bonaparte, tel. (33) 01 4407-6487 SELEÇÃO DE HERMÉ - Todos impecáveis Pierre Hermé | Entrar em uma das casas do mais festejado chef-pâtissier da atualidade, o alsaciano Pierre Hermé, é sentir-se criança numa loja de brinquedos. Mas, voilá, mantenha o ar blasé e comece provando os delicados macarons, dos melhores de Paris, senão os melhores . Eles derretem na boca, são fresquíssimos, com casca fina e não muito doces, como o de caramelo com flor de sal, azeite de oliva com baunilha, pistache e os exóticos wasabi e grapefruit. Agora, os chocolates: peça uma caixa-degustação com 12 bombons recheados com ganaches variadas. Na primeira mordida percebe-se de onde vem a fama do chef, que também abastece a loja com ótimos doces e croissants. 72 rue Bonaparte, tel. (33) 01 4354-4777 Tabletes de Marcolini Pierre Marcolini | Na "joalheria" do pâtissier belga você encontra uma coleção de preciosidades. São chocolates de origem, como um grand cru da Fazenda São Pedro, na Bahia. Há ainda bombons que se esparramam na boca, tabletinhos com nozes, caramelo, manga. Sem falar nos sorvetes e marshmallows cobertos com chocolate amargo. As embalagens, como em muitas lojas de Paris, são impecáveis, caixas e sacolas com sedas e laços. Dá até vontade de avisar: não capriche tanto, vou desmanchá-la assim que sair daqui. 89 rue Seine, tel. (33) 01 4407-3907. * Viagem feita a convite da Michelin Brasil

Mais conteúdo sobre:
Paladar p&acirc tissierie Paris

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.