A compositora que zela pela floresta perto de São Paulo

A compositora Sandra Peres cuida de uma floresta no bioma da Mata Atlântica localizada há cerca de uma hora da capital paulista. Ela, que faz dupla com o músico Paulo Tatit na Palavra Cantada, diz que não é simplesmente a dona da área, mas "zeladora". "Aquilo é a minha vida, meu templo. Tenho 48 anos e desde os 7 vou para lá, é como voltar para casa", conta.

O Estado de S.Paulo

24 de outubro de 2011 | 03h07

Por sua preocupação ambiental, ela se envolveu na campanha Floresta faz a Diferença e gravou um vídeo para dar um recado aos senadores que votarão o projeto que altera o Código Florestal.

"O texto tal qual foi votado (na Câmara) coloca em risco um elemento fundamental para a vida, como a água, além de nos expor a consequências climáticas de grande proporção", afirma.

A compositora conclui seu depoimento pedindo "bom senso" aos parlamentares, "para que este assunto seja resolvido com bastante visão de futuro".

Além de Sandra, outros famosos gravaram depoimentos - entre eles o atores Rodrigo Santoro, Alice Braga e Wagner Moura. Outros posaram para fotos com cartazes do movimento, como os cantores Otto, Gilberto Gil e Arnaldo Antunes. O material pode ser visto no site www.florestafazadiferenca.org.br.

A proposta de alteração do Código Florestal já foi aprovada na Câmara e agora está em análise no Senado. A campanha reúne cerca de 150 organizações contrárias ao projeto aprovado. Segundo os participantes da campanha, como o tema é complexo, as pessoas comuns demoraram a se envolver no debate. A intenção com os vídeos é tornar o assunto mais palatável.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.