À espera de um software de voz

Em 2001, a IBM lançou no Brasil um software que permitia ao usuários ditarem textos para o micro e ver as palavras surgirem no monitor. Chamava-se Via Voice. Mas o benefício às pessoas impossibilitadas de movimentar os membros superiores acabou logo. A versão lançada no Brasil foi a primeira e última do programa, que acabou sendo vendido pela IBM. Sete anos depois os brasileiros ainda esperam o lançamento de um software capaz de transformar voz em texto com eficiência e velocidade. Esse programa até existe, só que apenas em outros idiomas. O mais famoso deles, chama-se Dragon Naturally Speaking e é produzido pela Nuance, a mesma empresa responsável pelo Talks, software leitor de tela para celular. Para conhecê-lo, acesse: tinyurl.com/r4fbf e clique em See Demo. A demonstração em inglês é bastante convincente. Além da Nuance, a Microsoft também possui um software desse tipo embutido no Windows Vista, mas não em português. A má noticia é que as duas fabricantes, procuradas pela reportagem, informaram que, apesar de trabalharem em uma versão do software para o português, não têm uma previsão de lançamento. Enquanto isso, aos maiores interessados, como o tetraplégico Daniel Violato, de 27 anos, só resta fazer uso de uma versão pirata do Via Voice, ou então torcer, como Rodrigo Mendes, de 36 anos, que aguarda ansioso pela disponibilização de um software do tipo. B.G.

16 Junho 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.