A melhor mesa da casa? Está na cozinha

Comparada às mesas do salão do La Brasserie Erick Jacquin, a mesa da foto parece canhestramente alojada em plena cozinha. Mas não há nada de errado em sua posição estratégica, no coração do quartel-general do chef Erick Jacquin. Ao contrário: quem tiver a sorte de reservá-la vai almoçar ou jantar assistindo à movimentação dos cozinheiros durante o serviço normal do restaurante. E será servido pelo próprio chef, o que dá o privilégio de comentar a comida e, talvez, até pedir uma receita. O cardápio, composto por cinco pratos, é surpresa e vai mudar diariamente de acordo com a oferta de ingredientes. Tal experiência é comum em restaurantes fora do Brasil como El Bulli, na Espanha, e Gordon Ramsay, na Inglaterra, entre outros. Pagar para jantar na cozinha pode parecer um despropósito, mas é uma experiência e tanto para voyeurs gastronômicos, gente que não se contenta em espiar pelos janelões de vidro. La Brasserie Erick Jacquin - R. Bahia, 683, 3826-5409. R$ 400, sem bebidas

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.