A sobremesa francesa que pôs fim à timidez de uma senhora prendada

No início da década de 70, uma sobremesa francesa conseguiu acabar com a timidez da dona de casa Jacira Camasmie (1916-2004), mãe do pintor Roberto Camasmie: o marrom glacê. Preparava um tão bom que roubou a cena em uma entrevista do filho e antes de continuar a conversa com o pintor, a repórter do Suplemento Feminino, do Estado, quis saber de onde vinha aquele doce. Jacira teve a ideia de dar aulas de culinária em casa. Na primeira, ensinou justamente a receita de marrom glacê. Cozinheira primorosa, Jacira deu aulas em casa por décadas. Uma pequena parte de seu extenso repertório culinário acaba de ser transformada em livro, assinado por Helô Machado. As 40 primeiras páginas são dedicadas à trajetória de Jacira Camasmie. As receitas estão divididas entre pratos salgados, doces - entre elas o marrom glacê, é claro. Mas há também pudim delicioso de castanhas com amêndoas, panetone folhado, bolo de vidro e camarão ao molho de páprica à moda do Maxim"s.

O Estado de S.Paulo

29 Julho 2010 | 02h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.