A zebra de 1966 está de volta

A Coreia do Norte disputou uma única Copa do Mundo até hoje, em 1966, na Inglaterra. E entrou para a história. Foi responsável por aquela que é considerada a maior zebra das 18 edições da competição. Venceu a Itália por 1 a 0. Em 2010, os norte-coreanos estarão de volta. Prometem dar o que falar. "Não vamos à Copa apenas para fazer número", garante o técnico Kim Jong-Hun.

, O Estadao de S.Paulo

05 Dezembro 2009 | 00h00

A tradução mais aproximada do sistema adotado pelo norte-coreano é correria, muita correria. Se ele fala sério ou não, é difícil dizer, pois a Coreia do Norte é um dos países mais fechados do globo e o futebol entra nesse contexto, embora a seleção tenha alguns jogadores criados no Japão - voltaram para casa depois de grandes, quando já haviam "aprendido"" a jogar futebol. A lógica, porém, indica que o otimismo de Kim não se justifica. "Apesar de chegar à Copa, a Coreia do Norte está longe de se tornar um time de nível", declara Park Doo-Ik, o autor do gol contra a Itália em 1966, hoje com 73 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.