Abandono escolar em São Paulo chega a menor índice em 2008

De acordo com levantamento, 1,4% dos estudantes do Ensino Fundamental deixou os estudos no ano passado

Fabiana Marchezi, do estadao.com.br,

26 Janeiro 2009 | 11h48

O Estado de São Paulo chegou, em 2008, ao menor índice de abandono escolar já registrado. De acordo com levantamento da Secretaria de Estado da Educação, 1,4% dos estudantes do Ensino Fundamental deixou os estudos - o menor porcentual desde que o dado começou a ser levantado. Há dez anos, o índice de abandono estava em 4,6%. Segundo o balanço, a queda ano a ano acontece também no Ensino Médio. Nas 1º, 2º e 3º séries, o índice caiu pela metade, de 10,8% para 5,4%, entre 1998 e o ano passado.       Veja também:  Rede estadual vai reduzir ensino médio noturno O levantamento da secretaria aponta para outro dado importante: no Ensino Médio, fase que tem cerca de 1,4 milhão de estudantes, o Estado conseguiu inverter o horário de estudos dos alunos. Em 1998, São Paulo tinha praticamente o dobro de alunos de Ensino Médio à noite, em comparação aos que estudavam de manhã: 1 milhão estudavam no período noturno e 500 mil no matutino. Já em 2008, este resultado foi invertido: 660 mil estudaram à noite e 790 mil pela manhã."Os dados mostram que São Paulo chegou a uma taxa de abandono extremamente baixa. E a inversão do turno de estudos é essencial, já que pela manhã os estudantes têm maior carga horária de aulas e chegam à escola com mais disposição, menos cansados", afirma a secretária de Estado da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro.A alteração no turno no Ensino Médio foi possível devido à reestruturação da rede, informou a pasta. Com ampliação de salas e escolas e mais oferta para educação de jovens e adultos, São Paulo reduziu consideravelmente o número de alunos à noite.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.