Abdelmassih pode perder título de Cidadão Paulistano

A Câmara Municipal de São Paulo decidirá hoje se retira o título de Cidadão Paulistano do médico Roger Abdelmassih, acusado de estuprar 56 ex-pacientes em sua clínica de reprodução assistida. A assessoria da Câmara informou que a sessão sobre o assunto teve início às 15 horas e que não há previsão para terminar. O título foi concedido ao médico em 2002. A ex-vereadora Myriam Athiê foi quem propôs a homenagem a Roger.

PRISCILA TRINDADE, Agencia Estado

26 Agosto 2009 | 17h46

O médico está preso desde o dia 17 de agosto. Ontem, ele foi transferido do 40º Distrito Policial, em Vila Santa Maria, na zona norte da Capital, para a Penitenciária Dr. José Augusto Salgado - Tremembé II. Na noite de segunda-feira, a ministra Ellen Gracie, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou a liminar no habeas corpus impetrado no sábado pela defesa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.