Abiove vê safra de soja maior; menor receita com vendas

A nova safra de soja do Brasil foi estimada nesta terça-feira em 74,6 milhões de toneladas, com ligeira alta em relação à temporada anterior, quando o país colheu 74,3 milhões de toneladas, de acordo com a associação das indústrias.

REUTERS

08 de novembro de 2011 | 19h53

A Abiove (Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais) estimou ainda a exportação de soja do Brasil em um recorde de 33 milhões de toneladas na temporada industrial 2012/13 (fevereiro de 2012 e janeiro de 2013), contra 32,4 milhões de toneladas no período anterior.

O processamento de soja em 2012/13 também foi projetado em um recorde de 37,6 milhões de toneladas, contra 36,5 milhões na temporada anterior.

Apesar da previsão de crescimento da nova safra e no volume exportado e processado, a Abiove projeta uma redução nas receitas com as exportações do complexo soja (grão, farelo e óleo) no ano que vem, para 21,83 bilhões de dólares, por conta da expectativa de queda nos preços internacionais.

Em 2011, a Abiove prevê receitas recordes com as exportações do complexo, de 23,45 bilhões de dólares, contra 17,11 bilhões de dólares em 2010.

O complexo soja é o principal da pauta de exportações do agronegócio do Brasil, o segundo produtor e exportador global de soja.

A nova safra de soja está em fase de plantio e terá colheita a partir do início de 2012.

A estimativa da Abiove está dentro da faixa de previsões de algumas consultorias, que vão de 73 milhões a 75,5 milhões de toneladas.

Na quarta-feira, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que previu em outubro uma safra entre 72,18 milhões e 73,29 milhões de toneladas, deverá atualizar seus números.

(Por Roberto Samora)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSSOJASAFRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.