ABL decreta luto de 3 dias em homenagem a Scliar

A Academia Brasileira de Letras (ABL) decretou luto oficial de três dias por causa da morte do escritor gaúcho Moacyr Scliar. Segundo a entidade, a bandeira acadêmica será hasteada a meio mastro. "Moacyr foi um trabalhador literário incansável, um ser humano agradabilíssimo que nos vai fazer muita falta", afirmou o presidente da ABL, Marcos Vinicius Vilaça.

ALESSANDRA SARAIVA, Agência Estado

27 de fevereiro de 2011 | 15h21

Scliar ocupava desde 2003 a cadeira de número 31 da ABL, fundada pelo escritor João Ribeiro, que teve como ocupantes os escritores Paulo Setúbal, Cassiano Ricardo, José Cândido de Carvalho e Geraldo França de Lima, a quem Scliar sucedeu.

Vilaça informou que, na próxima semana, a ABL realizará a chamada "sessão de saudade", quando os acadêmicos vão se manifestar sobre a vida e a obra do escritor falecido. Ao final da sessão será declarada aberta a vaga de Scliar na ABL, inaugurando o processo sucessório. O prazo de recebimento de inscrições é de sessenta dias. Trinta dias depois desse período, a ABL marcará a data para a eleição do novo acadêmico.

Tudo o que sabemos sobre:
Moacyr ScliarescritormorteABLluto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.