Abstenção no primeiro dia do Enem chega a 25,29%

A abstenção média no primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ficou em 25,29%, abaixo do ano passado quando 27% dos candidatos não compareceram ao primeiro dia da prova. Dados divulgados pelo Inep, instituto que organiza o exame, mostram que 1.357.338 candidatos não fizeram a prova. Ao todo, o exame nacional teve 5.367.092 inscritos.

FERNANDO NAKAGAWA, Agência Estado

22 Outubro 2011 | 21h43

O Distrito Federal foi a unidade da federação com o menor comparecimento e 31,2% dos estudantes não fez a prova. O Piauí teve a menor taxa de abstenção do Brasil, com 19,6%, e, em São Paulo, 27,3% dos candidatos não compareceram. Estudantes que perderam o primeiro dia terão zero nas avaliações do sábado, mas podem realizar a segunda prova, no domingo.

Segundo o Inep, as condições climáticas teriam sido as principais responsáveis pela abstenção elevada no Distrito Federal, Bahia (30,1% de abstenção) e também em Roraima (24,3%). Para os organizadores da prova, o frio de 17 graus em Brasília - fato incomum para a época - e a chuva na Bahia e Roraima teria prejudicado candidatos.

"A realização da primeira etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) transcorreu sem grandes incidentes. Foram registrados apenas eventos em Salvador (BA), São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ), em função da ansiedade de última hora e impaciência com relação a filas na entrada", citou o instituto em nota à imprensa sem dar detalhes das ocorrências.

Redes sociais - Os organizadores divulgaram, ainda, que foi feito monitoramento das redes sociais e foram detectados oito casos de mensagens postadas por estudantes durante a prova. "Houve um movimento intenso de mensagens nas redes sociais antes das 13h. Depois disso, o monitoramento do Inep identificou casos de oito participantes que postaram mensagens durante a realização das provas".

Segundo o instituto, "foram registrados em ata e excluídos do Enem" candidatos em Arari (Maranhão), Foz do Iguaçu (Paraná), Guaíba, Porto Alegre e Sananduva (Rio Grande do Sul), Itararé e Santo André (São Paulo) e Santarém (Pará).

Mais conteúdo sobre:
Enem abstenção exame atrasos Inep

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.