Ação de PF e Receita prende sete em SP, MG e PR

Ação de combate a entrada irregular de videogames no País pretende cumprir 13 mandados de prisão

Gheisa Lessa, Agência Estado

23 Abril 2012 | 14h41

SÃO PAULO - Sete pessoas foram presas nesta segunda-feira, 23, em uma ação conjunta da Polícia Federal com a Receita Federal, que tem como objetivo combater a entrada irregular de videogames no País. As ações ocorrem simultaneamente em três Estados: São Paulo, Minas Gerais e Paraná. Estão sendo cumpridos 13 mandados de prisão e 30 mandados de busca e apreensão nas empresas e residências dos suspeitos.

A operação apura ainda indícios de diversos crimes, como descaminho, evasão de divisas, sonegação de tributos federais e estaduais e lavagem de dinheiro.

Segundo a Receita Federal, as informações eram coletadas há três anos, após uma suspeita de fraude em organizações inexistentes e que constavam como sócios proprietários que não teriam situação econômica favorável. O prejuízo aos cofres públicos pelo não recolhimento dos tributos devidos foi estimado pelo Fisco em 100 milhões de reais.

A Receita aponta também que a prática permitiria às importadoras e distribuidoras de São Paulo enviar ao exterior, por meio de doleiros e à margem do controle cambial, recursos destinados ao pagamento de suas importações supostamente irregulares.

Além das prisões e dos mandados de busca, a Justiça Federal decretou o sequestro de bens e o bloqueio de recursos financeiros dos suspeitos. Conforme a nota da Receita, as empresas envolvidas estariam sendo utilizadas para movimentar recursos de terceiros e remeter divisas ao exterior por meios ilegais.

Mais conteúdo sobre:
Estrada RealPFReceita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.