Achado veículo que teria sido usado em explosão de delegacia

Caminhonete S-10 preta foi roubada em Lençóis Paulista um dia antes do atentado na cidade de Botucatu

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

13 Novembro 2008 | 09h32

Uma caminhonete, que pode ter sido usada na explosão da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Botucatu, no interior de São Paulo, foi encontrada na tarde de quarta-feira. Segundo informações da polícia, trabalhadores rurais encontraram o veículo abandonado em um canavial, às margens da Rodovia SP-191, no município de Santa Maria da Serra. O veículo foi roubado em Lençóis Paulista um dia antes do atentado à delegacia.   De acordo com investigações, a polícia descobriu que na madrugada de segunda-feira o veículo foi abastecido pelos criminosos em um posto da Rodovia Marechal Rondon, em Areiópolis, a 30 minutos de Botucatu. Além disso, os suspeitos também encheram um galão com 20 litros de gasolina. De acordo com a DIG integravam a quadrilha de 8 a 10 pessoas. A caminhonete foi roubada em Lençóis Paulista por 3 pessoas. Os peritos tentam fazer o retrato falado dos criminosos.   A caminhonete estava com o teto e uma das portas amassadas. De acordo com o delegado Sérgio Castanheira, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Botucatu, depois do trabalho da perícia, a S-10 será devolvida ao proprietário, que é de em Lençóis Paulista. A Polícia Científica encontrou fragmentos de impressões digitais que poderão ajudar nas investigações. Agora, a polícia tenta encontrar os integrantes da quadrilha. Os bandidos levaram mais de 100 quilos de drogas, além de armas e munição, antes de explodir o prédio da Dise.   Atualizado às 20h08 para acréscimo de informações

Mais conteúdo sobre:
explosãodelegaciapolícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.