Acidente na BR-316 mata 6 pessoas em Alagoas

Pelo menos seis pessoas morreram em um acidente registrado na manhã de hoje em um trecho da BR-316, no município de Pilar, a 35 quilômetros de Maceió. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu no quilômetro 225 da BR-316, quando uma carreta colidiu de frente com uma van, que fazia transporte coletivo. Entre as vítimas, algumas eram crianças que estavam entre os passageiros do veículo.

RICARDO RODRIGUES, Agência Estado

31 de outubro de 2010 | 13h42

Ainda de acordo com os patrulheiros da PRF, que realizaram os primeiros levantamentos sobre o acidente, outras pessoas que também estavam na van sofreram ferimentos graves e ficaram presas às ferragens. Os nomes dos mortos e dos feridos ainda não foram revelados, mas das seis pessoas mortas pelo menos três eram da cidade de Boca da Mata, que fica próximo a Pilar e a 76 quilômetros da capital.

Os passageiros machucados receberam os primeiros socorros dos médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e da equipes do Corpo de Bombeiros que estiveram no local. Em seguida, os feridos foram encaminhados para o Hospital Geral do Estado (HGE), no bairro do Trapiche da Barra, em Maceió. O HGE ficou de divulgar um boletim sobre a situação dos feridos, até o fim da tarde.

A PRF também foi acionada para registrar um capotamento, ocorrido no quilômetros 260, da BR-316, nas proximidades do município do Pilar. Segundo as primeiras informações, um veículo, cujas marca e placas ainda não foram divulgadas, teria sobrado numa curva e batido numa árvore. Segundo a PRF, o motorista do carro ficou preso às ferragens, mas não teve morte imediata.

A polícia acredita que a chuva que caiu na região no início da manhã deste domingo pode ter contribuído para os dois acidentes. No entanto, perícias foram realizadas nos locais das ocorrências para que as provas técnicas possam indicar as reais causas dos desastres.

Tudo o que sabemos sobre:
acidentetrânsitoAlagoas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.