Ações da Apple recuam para menor nível em cinco meses

As ações da Apple chegaram a cair mais de 4 por cento nesta quarta-feira, para o menor nível em cinco meses, rompendo um suporte técnico e apontando para uma tendência de baixa.

Reuters

07 de novembro de 2012 | 17h03

O papel da empresa de tecnologia mais valiosa do mundo já caiu mais de 20 por cento ante o recorde de alta em setembro. Na mínima desta sessão, chegou a ação da Apple chegou a ser negociada a 556 dólares. Às 16h58, (horário de Brasília), o papel recuava 3,6 por cento, a 559,29 dólares.

Embora no acumulado de 2012 as ações da Apple ainda tenham valorização de 38 por cento, a companhia enfrenta uma competição sem precedentes durante a crucial temporada de vendas de fim de ano, com rivais como Microsoft, Samsung, Google e Amazon.com desafiando sua dominância em smartphones e tablets.

Analistas dizem que a ação da Apple continua uma sólida aposta de longo prazo, mas incertezas persistem no médio prazo depois que o presidente-executivo da companhia, Tim Cook, demitiu o chefe de software móvel Scott Forstall e a empresa não atingiu as expectativas de analistas em seu último resultado trimestral.

(Por Edwin Chan)

Tudo o que sabemos sobre:
TECHAPPLEACOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.