Ações europeias caem por balanços fracos e dúvidas sobre BCE

As ações europeias sofreram nesta terça-feira sua maior queda diária em mais de uma semana, atingidas por fracos resultados de bancos e por novas dúvidas sobre se o Banco Central Europeu (BCE) definirá medidas concretas para conter a crise da dívida soberana na Europa.

Reuters

31 de julho de 2012 | 13h24

Segundo números preliminares, o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou em queda de 0,76 por cento, aos 1.064 pontos --sua maior queda diária desde os 2,4 por cento de 23 de julho.

O indicador Euro STOXX 50, de blue chips da zona do euro, recuou 0,62 por cento, para 2.325 pontos, com bancos tendo o pior desempenho entre os setores --o índice específico STOXX perdeu 1,92 por cento.

Operadores e investidores expressaram dúvidas sobre se a reunião do BCE na quinta-feira resultará em novas ações claras para enfrentar a crise, dados os sinais de desacordo entre as autoridades europeias sobre as medidas que poderiam ser adotadas.

"Trata-se de um entendimento de que nada significativo sairá dessa reunião na quinta-feira", avaliou o chefe de operações e risco da Tavira Securities, Toby Campbell-Gray.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou com baixa de 1,02 por cento, a 5.635 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX perdeu 0,03 por cento, para 6.772 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve baixa de 0,87 por cento, a 3.291 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib caiu 0,62 por cento, para 13.890 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 recuou 0,94 por cento, a 6.738 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 ganhou 0,07 por cento, para 4.688 pontos.

(Reportagem de Sudip Kar-Gupta)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.