Ações europeias fecham em baixa, pressionadas pela seguradora Aviva

As ações europeias fecharam levemente mais baixas nesta quinta-feira, pressionadas pela queda dos papéis da seguradora britânica Aviva após a divulgação dos resultados, e alguns operadores disseram esperar que o recuo continue no curto prazo.

Reuters

07 de março de 2013 | 15h15

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 encerrou em queda de 0,1 por cento, a 1.185 pontos, após ter atingido uma máxima recorde intradia de 4 anos e meio de 1.193 pontos na quarta-feira.

O mercado atentava para o Banco Central Europeu (BCE), que manteve sua taxa básica de juros, como era amplamente esperado, e não apresentou sinais sobre o relaxamento da política monetária nos próximos meses.

Embora o índice não tenha tido reação clara à decisão, ele reduziu os ganhos durante a teleconferência em que o presidente do BCE, Mario Draghi, evitou compromisso ao ser questionado se acredita que os preços das ações estão no nível adequado.

"Certamente não seria surpreendente para nós se víssemos um recuo nas ações, pelo menos no curto prazo", disse o estrategista de mercado do Barclays, Henk Potts.

"Mas os fundamentos continuam bastante positivos, encorajamos investidores a continuar a usar qualquer fraqueza para aumentar sua exposição a uma classe de ativos que provavelmente terá boa performance, pelo menos no médio e longo prazo".

A ação da Ativa recuou 12,5 por cento, uma das maiores quedas entre os papéis incluídos no índice FTSEurofist 300, após a companhia cortar seu dividendo para 2012 em mais de um quarto para quitar dívida.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,18 por cento, a 6.439 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,26 por cento, para 7.939 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,53 por cento, para 3.793 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,30 por cento, para 15.947 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 avançou 0,36 por cento, para 8.389 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em alta de 0,71 por cento, para 6.012 pontos.

(Reportagem de Tricia Wright)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.