Ações também envolvem universitários

As Ações Cívico-Sociais (Aciso) da Marinha no Rio Pará foram as primeiras que contaram com a participação de estudantes ligados ao Projeto Rondon. Criado na década de 1960 e depois abandonado em 1989, o projeto ressurgiu em 2005 - agora com caráter mais educativo que assistencialista e com o objetivo de envolver as universidades.

O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2012 | 03h08

Ao lados dos marinheiros, oficiais, médicos e dentistas do Navio Auxiliar Pará, um grupo de 20 estudantes também trabalhava nos atendimentos e orientações. São alunos de diversas áreas e todos voluntários.

A estudante de Medicina Karina Ilheu, de 27 anos, diz que já pensa em mudar os planos de vida depois da experiência. "Aprendi a entender as pessoas, os motivos reais para que uma mulher tenha 20 filhos. Aqui não chegam as mesmas informações, são outros parâmetros", diz ela, aluna da Universidade Federal de Santa Catarina. "Quero fazer mais, vou clinicar aqui."

Foram mais de 2 mil orientações sobre temas que vão de cuidados com alimentação a abuso sexual. / PS.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.