Acordo não implica mudança no regime norte-coreano, diz fonte

O surpreendente acordo nuclear entre Estados Unidos e Coreia do Norte não implica uma mudança na linha política do regime comunista depois da ascensão do jovem dirigente Kim Jong-un, segundo uma fonte com bons contatos em Pyongyang.

REUTERS

06 Março 2012 | 10h08

Falando sob anonimato, essa fonte alertou também os Estados Unidos a não aplicarem sobre a Coreia do Norte uma pressão semelhante à que é imposta ao programa nuclear iraniano, já que isso poderia afastar Pyongyang das negociações.

Kim Jong-un assumiu o poder em dezembro, após a morte do seu pai, Kim Jong-il. Na semana passada, o regime comunista aceitou suspender seus testes de armas atômicas e mísseis de longo alcance, abandonar o enriquecimento de urânio e aceitar a volta de inspetores nucleares internacionais em troca de ajuda alimentar norte-americana.

Mas a fonte disse à Reuters que não convém esperar mais. "Não há mudança (na linha política), a porta sempre esteve aberta", afirmou.

Essa fonte já se mostrou confiável no passado a respeito de fatos ocorridos na misteriosa Coreia do Norte. Foi ela, por exemplo, quem revelou à Reuters em 2006 que o país havia realizado seu primeiro teste com armas nucleares.

A fonte lembrou também que o regime norte-coreano segue os ensinamentos do fundador do país, Kim Il-sung (avô de Kim Jong-un), que defendia um tratado de paz, a retirada das armas nucleares de ambas as Coreias e o reconhecimento diplomático do seu regime por Washington.

Estados Unidos e Coreia do Norte mantêm negociações nucleares intermitentes há quase duas décadas, mas as relações bilaterais se deterioraram em 2009, quando Pyongyang realizou um segundo teste nuclear e disparou um míssil de longo alcance. Washington impôs sanções, e os norte-coreanos abandonaram as negociações multilaterais.

(Reportagem de Benjamin Kang Lim e Brian Rhoads)

Mais conteúdo sobre:
COREIANPOLITICAACORDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.