Acordo permite leilão de 74 vagões em Avaí-SP

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) vai leiloar os 74 vagões ferroviários que foram retirados da aldeia indígena Araribá, no município de Avaí (SP). O acordo, firmado com o Ministério Público Federal (MPF) de Bauru e divulgado nesta quinta-feira, prevê a realização do leilão em um prazo máximo de dez meses.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

29 Março 2012 | 19h25

Os vagões velhos formavam uma fila de quase um quilômetro no interior da aldeia dos índios das etnias terena e guarani e, de acordo com o MPF, representavam riscos à comunidade indígena. Além de dificultar a passagem, os equipamentos serviam de abrigo para pessoas estranhas à comunidade, entre elas traficantes de drogas. Desde o ano passado, os procuradores da República vinham tentando a retirada dos vagões, o que ocorreu em janeiro deste ano. O material, oriundo do patrimônio da extinta Rede Ferroviária Federal (RFFSA), foi levado para Bauru.

Mais conteúdo sobre:
leilãotrem

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.