Acredite, você pode e deve abusar dos tintos

Lembre-se apenas que praia e piscina não são lugares para levar aquele vinho raro e caro

Luiz Horta, O Estado de S.Paulo

07 Fevereiro 2008 | 03h33

Descobri, talvez tardiamente, que podia ter o prazer de beber tintos refrescados. Por isso resolvi privilegiá-los nas indicações a seguir. Os rosados, depois de muita peleja, já emplacaram no nosso gosto, então vamos dar uma oportunidade aos outros vinhos que encantarão a temporada. Aliás, não são apenas para dias quentes, mas para momentos leves em que se quer beber vinhos sem grande envolvimento intelectual, como pedem os mais complexos. Vinhos que cumprem seu papel de companheiros da comida e se encaixam na paisagem preguiçosa das férias sob a canícula. São a versão da roupa casual e das pernas para o alto. Se tivesse que escolher só um? Seria o Travers de Marceau do Domaine Rimbert, que tipifica exatamente o conceito de um vinho para o verão, tem corpo ligeiro, é perfumado e seduz imediatamente, mata a sede com sua acidez agradável e acompanha qualquer prato comido com as mãos, sem pompa. É a França engarrafada. BRANCOS Alemanha Riesling Selbach Trocken. Vinci, 6097-0000, R$ 55,80 Argentina Torrontés Quara Lavaque. World Wine, 3383-7477, R$ 60 Brasil Chardonnay Pizzato 2007. Mercantil Zero, 3813-2929 R$ 26,50 Chile Sauvignon Blanc Concha y Toro. Expand, 3847-4747 R$ 14,99 França Alain Brumont Sauvignon Blanc/Gros Manseng. Decanter, 3074-5454, R$ 40,30 TINTOS Argentina Alamos Catena Pinot Noir 2007. Mistral, 3072-3400, R$ 26,50 Espanha Palacios Remondo, La Vendimia 2005. Vinci, 6097-0000, R$ 51,40 França Beaujolais Village Drouhin 2007. Mistral, R$ 84,90 Clos de Tue Boeuf . World Wine, 3383-7477, R$ 85 Travers de Marceau, Domaine Rimbert. De La Croix, 3034-6214, R$ 48 Grécia Thalassitis Assirtyko Santorini Unoaked 2005. Mistral, R$ 76,54 Uruguai Marichal Pinot Noir. Wine Company, (41) 3302-1300, R$ 36,90 Casa Marín Litoral Pinot Noir 2004. Vinea Store, 3059-5200, R$ 230

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.