Açúcar e café em NY fecham no nível mais baixo desde junho

Confira a seguir como fecharam os negócios com contratos futuros de açúcar bruto e café arábica na bolsa de Nova York (ICE USA) nesta quinta-feira:

Reuters

16 de agosto de 2012 | 16h46

AÇÚCAR

O contrato outubro do açúcar bruto fechou em queda pela 13a vez seguida na sessão desta quinta feira, atingindo seu valor mais baixo em dois meses. O primeiro vencimento da commodity recuou 0,14 centavo, ou 0,7 por cento, fechando a 20,15 centavos de dólar por libra-peso, no menor nível desde 14 de junho.

O mercado foi pressionado por uma melhora no clima do Brasil e da Índia, grandes produtores mundiais, e por revendas de tradings na China, segundo maior consumidor do mundo. Esses fatores podem indicar que ainda pode haver uma grande oferta mundial, disseram traders.

O spread entre os contratos outubro e março se ampliou, fechando com desconto de 0,78 centavo, maior desde setembro de 2009, indicando abundante oferta no curto prazo, segundo operadores.

Em Londres, o contrato outubro do açúcar refinado perdeu 6,1 dólares, terminando a sessão a 559,2 dólares por tonelada.

CAFÉ

O contrato dezembro do café arábica fechou com queda de 3,15 centavos de dólar, ou 1,9 por cento, cotado a 1,6180 dólares por libra-peso, menor valor desde 22 de junho.

O mercado caiu pela 8a sessão seguida nesta quinta-feira, com operadores atentos à plena oferta vinda do Brasil, que está terminando a colheita, disseram traders.

Vendas técnicas também pesaram sobre o mercado.

Em Londres, o novembro do café robusta fechou em alta de 12 dólares, sendo cotado a 2.102 dólares por tonelada.

(Reportagem de Marcy Nicholson)

Mais conteúdo sobre:
COMMMODSFECHANY*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.