Acusado de atear fogo em companheira é preso no Rio

Deivisson Marcos Oliveira de Souza, de 27 anos, vulgo "Marquinho" ou "MK", acusado de atear fogo no rosto de sua ex-companheira, no último dia 22, foi preso ontem na região de Taquara, no Rio. Ele é acusado também de deixá-la em cárcere privado durante todo o dia, quando ela conseguiu escapar e comunicar o fato à polícia.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

27 de janeiro de 2012 | 09h33

Em diligência, os policiais conseguiram prender Marquinho, que estava escondido no interior da Cidade de Deus. Em consulta ao banco de dados da Polícia Civil, foram constatados três mandados de prisão pendentes contra Deivisson, sendo por tráfico e roubo. Sua ex-companheira ainda o acusa de forçá-la a fazer uma tatuagem em seu braço.

Tudo o que sabemos sobre:
políciaprisãoRJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.