Acusado de matar ex-noiva é preso no Rio

A 4ª Vara Criminal de São Gonçalo do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) decretou a prisão preventiva de Leonardo Carvalho Oliveira, de 25 anos, acusado da morte da ex-noiva, Nívia de Almeida, de 24, na madrugada do ano-novo. Na decisão também foi autorizada a quebra do sigilo telefônico de Oliveira.

THAISE CONSTANCIO, Agência Estado

05 de fevereiro de 2014 | 11h24

Na madrugada de 1º de janeiro, Nívia foi empurrada do terraço da própria casa, no bairro do Rocha em São Gonçalo, cidade da região metropolitana, depois que a casa foi invadida por Oliveira. O ex-noivo chamou os bombeiros e, inicialmente, declarou à polícia que Nívia teria caído após tentar pegar uma roupa no varal. Logo em seguida, alterou a versão, afirmando que Nívia teria cometido suicídio.

Contra ele, já constavam duas ocorrências registradas na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM) de Niterói, por agressão a uma ex-namorada. Na decisão, a 4ª Vara Criminal destaca que é "evidente que o acusado, uma vez em liberdade, pode vir a atemorizar as testemunhas, o que prejudicaria a livre instrução criminal. Cumpre salientar que o crime atribuído ao réu é grave e choca a sociedade pela brutalidade, o que abala a ordem pública local, exigindo do Judiciário pronta resposta".

Tudo o que sabemos sobre:
prisãoex-noivoRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.