Acusado de matar garota do PR responde como menor

O adolescente A.S., suspeito de ter matado a universitária Ana Cláudia Caron, completou 18 anos ontem, mesmo dia em que teve a prisão divulgada, e, por isso, vai responder a inquérito policial como menor. Caso seja condenado, deve ser encaminhado a um educandário, onde ficará por, no máximo, três anos. Ele e outro adolescente, de 15 anos, foram apontados como os raptores da jovem, dia 21, quando ela se dirigia para uma academia. Declararam que queriam apenas roubá-la. No dia seguinte, no entanto, levaram-na a um matagal com o intuito de violentá-la. A jovem reagiu e acabou morta. Depois teve o corpo incendiado.O corpo foi encontrado quinta-feira. Também foi presa a namorada de A.S., Ângela Ferraz da Silva, de 22 anos, acusada de ter ajudado a esconder o carro da moça e seus pertences, além do traficante Weryckson Ricardo de Pontes, de 19 anos, que seria o responsável por negociar os bens roubados de Ana Cláudia, que tinha 18 anos.

EVANDRO FADEL, Agencia Estado

27 de agosto de 2007 | 12h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.