Adolescentes simulam sequestro para pedir resgate

Duas adolescentes de 15 e 16 anos simularam um sequestro para tentar conseguir dinheiros de seus familiares, segundo divulgado pela Polícia Civil do Acre. Junto com um rapaz de 21 anos, elas se hospedaram em Cobija, cidade boliviana na fronteira com o Brasil, e anunciara, que os parentes teriam que pagar R$ 8 mil pelo seu resgate.

AE, Agência Estado

03 de outubro de 2011 | 16h03

Segundo a polícia, as adolescentes simularam ao telefone agressão por parte do sequestrador e pediram aos pais para que pagassem o resgate e não envolvessem a polícia. O caso, porém, chegou ao conhecimento do delegado Cristiano Bastos, da delegacia de Brasiléia, no dia 28 de setembro, após ser procurado pelas mães das adolescentes.

Diante das informações, a equipe policial saiu às ruas em busca de descobrir a localização das menores, assim como a autoria do crime. Após um dia, a polícia descobriu o paradeiro das garotas e percebeu que o sequestro era uma farsa. Os três planejavam gastar o valor em compras e viagens.

As adolescentes foram apreendidas em flagrante e encaminhadas à Promotoria da Infância e Juventude. O acusado por ser o falso sequestrador foi autuado em flagrante e encaminhado ao presídio. Também foi apreendida outra adolescente de 13 anos, que estaria dando suporte para o trio, informando tudo o que se passava na casa da mãe de uma das garotas e os passos da polícia.

Dias antes de simularem o próprio sequestro, as adolescentes teriam furtado ainda do avô de uma delas a quantia de R$ 3,2 mil que ele guardava dentro de um guarda-roupa. As três adolescentes também responderão na Justiça pelo furto praticado contra o idoso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.