Advogado é morto ao tentar fugir de criminosos no RJ

Um advogado de 45 anos foi assassinado com um tiro na cabeça após tentar fugir de um sequestro relâmpago no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio. Rendido por um grupo de cinco criminosos em seu carro, ele foi forçado a seguir para sua residência, onde estavam sua mulher e três filhos. Na tentativa de proteger a família, o advogado enganou os assaltantes, parando o carro no prédio em que um amigo tem uma cobertura, a três quadras de onde realmente morava. Já dentro da garagem, ele tentou fugir, mas não conseguiu pular o portão do prédio e foi baleado na cabeça pelos ladrões. O advogado morreu na hora.

MÔNICA CIARELLI, Agencia Estado

18 Julho 2009 | 18h51

Os assaltantes fugiram no carro da vítima, derrubando o portão da garagem do prédio. O veículo foi abandonado na Barra da Tijuca, também na zona oeste. No local, os ladrões renderam uma mulher, que dirigia um carro de passeio. A vítima foi liberada minutos depois, próximo ao Barra Shopping. O caso de latrocínio está sendo investigado pela 16ª Delegacia de Polícia.

Mais conteúdo sobre:
violência assassinato RJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.