Aécio abre vantagem sobre Dilma, diz pesquisa Sensus

O candidato pelo PSDB à Presidência da República Aécio Neves largou no segundo turno com ampla vantagem sobre a candidata Dilma Rousseff, que tenta a reeleição pelo PT, apontou no sábado pesquisa do Instituto Sensus divulgada pela revista Istoé.

REUTERS

12 de outubro de 2014 | 11h33

Segundo o levantamento, o tucano registrou 52,4 por cento das intenções de voto, enquanto Dilma foi preferida por 36,7 por cento dos entrevistados. Brancos, nulos e indecisos somam 11 por cento na pesquisa, que tem margem de erro de 2,2 pontos percentuais.

Ao considerar apenas os votos válidos, descontados os brancos e nulos, a pesquisa aponta Aécio com 58,8 por cento e Dilma com 41,2 por cento, uma diferença de 17,6 pontos percentuais.

Esta foi a primeira Sensus depois do primeiro turno das eleições, com campo entre os dias 7 e 10 deste mês. O levantamento já pode ter captado parte do impacto da divulgação na quinta-feira de depoimento de ex-diretor da Petrobras à Justiça em que detalha suposto esquema de sobrepreço em contratos da estatal que abastecia partidos políticos, citando o PT, o PP e o PMDB.

As entrevistas também ocorreram após o anúncio de apoio formal de partidos à candidatura tucana, como o PSB e o PPS.

As pesquisas mais acompanhadas pelos analistas são Ibope e Datafolha, que têm abrangência maior.

As primeiras pesquisas Datafolha e Ibope para o segundo turno divulgadas na quinta-feira também apontaram vantagem do candidato do PSDB. Segundo esses levantamentos, Aécio teria 51 por cento dos votos válidos contra 49 por cento de Dilma. Como a margem de erro é de 2 pontos percentuais, a presidente e o tucano estão em empate técnico em ambas as pesquisas.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Mais conteúdo sobre:
ELEICOES22014SENSUSISTOE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.