Aeronautas temem que nova regra afete segurança

A presidente do Sindicato dos Aeronautas, Graziella Baggio, criticou hoje as medidas anunciadas ontem pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim. Para ela, a idéia de sobretaxar a permanência de aviões em solo poderá ter impactos na segurança, o que considera preocupante. Segundo Graziella, "não é boa idéia" apressar os pilotos a deixarem os terminais. Para ela, estas novas medidas que prevêem, principalmente, aumento de custo para as empresas, poderão acarretar em elevação no preço das tarifas aéreas.Graziella acredita que os pilotos poderão ser pressionados pelas companhias a apressaram sua decolagem, para não terem de arcar com mais custos. "Não vejo nessas medidas solução para os problemas que o transporte aéreo está enfrentando", disse Graziella, que considera o mais grave problema do setor, a falta de infra-estrutura dos aeroportos. Graziella Baggio afirmou ainda que "é preciso pacificar o setor, que vive uma crise crônica" e não criar mais tensão, que ela teme que pode ocorrer com essa decisão de multar apenas as empresas pelos atrasos.

TÂNIA MONTEIRO, Agencia Estado

05 de dezembro de 2007 | 20h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.