Aeronáutica: queimadas podem interferir no tráfego aéreo

As queimadas podem prejudicar o tráfego aéreo, alertou hoje a Aeronáutica. Nessa época do ano, com a seca aumenta a incidência de incêndios, em particular na região Centro-Oeste do País. Os problemas criados pela fumaça produzida pelas queimadas são semelhantes àqueles produzidos por nevoeiros, diz o coronel Fábio Almeida Esteves, do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA).

CAROLINA SPILLARI, Agência Estado

17 Junho 2011 | 17h57

O acúmulo de fumaça na atmosfera pode reduzir a visibilidade de forma crítica. Quando isso acontece, as aeronaves são impedidas de operar para destinos que sofrem com queimadas pelas companhias aéreas, que recebem informações por meio de boletins meteorológicos, acrescenta o coronel.

Mais conteúdo sobre:
Aeronáutica queimada tráfego aéreo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.