Aeronaves da FAB iniciam traslado de corpos do voo 447

Os helicópteros da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram no início da manhã de hoje do aeroporto de Fernando de Noronha (PE) para a operação de traslado de 16 corpos de vítimas do acidente com o voo 447 da Air France resgatados. A má visibilidade causada pelo mau tempo na região atrasou o início da operação. O plano conta com o uso de dois helicópteros, o Super Puma e Black Hawk.

ANGELA LACERDA, Agencia Estado

09 Junho 2009 | 08h10

Cada uma das aeronaves vai içar oito corpos, que estão preparados e acondicionados em contêineres frigoríficos na fragata Constituição, e os levará para o arquipélago. O navio já está a cerca de 50 quilômetros de Fernando de Noronha. Toda operação de traslado deverá durar uma hora e meia. O atraso não vai alterar o estado em que os corpos foram encontrados.

Assim que chegarem ao aeroporto, os corpos vão passar por um processo de pré-identificação, que será realizado por uma equipe de oito peritos da Polícia Federal (PF) e da Polícia Civil, que dispõem de uma estrutura pré-montada. Serão feitas coletas de impressão digital, exame de DNA e fotos de objetos das vítimas. O processo de pré-identificação de cada corpo não deve passar de duas horas. Ainda hoje, os 16 corpos serão levados para o Instituto Médico Legal (IML) em Recife, para o processo final de identificação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.