Aeroporto Salgado Filho terá pátio de aviões ampliado

Com investimento de R$ 79,6 milhões, está confirmada a obra de ampliação do pátio de aeronaves do Aeroporto Internacional de Porto Alegre/Salgado Filho. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) emitiu nesta quinta-feira a Ordem de Serviço para a execução dos projetos e das obras, que incluem ainda a ampliação do sistema de pistas de taxiamento de aviões do Salgado Filho.

AYR ALISKI, Agência Estado

31 de janeiro de 2013 | 18h33

A Infraero informa que o valor ficou 8,94% abaixo do orçamento de referência, estipulado em R$ 87,4 milhões. O projeto ocorre dentro das regras do Regime Diferenciado de Contratações (RDC). O consórcio CBEMI/Serki venceu a licitação da contratação integrada. Os trabalhos começarão no dia 25 de fevereiro e deverão durar 14 meses.

Conforme explica a Infraero, ao final do projeto o Salgado Filho terá um sistema de pátio e pistas de taxiamento de 208,1 mil metros quadrados, o que vai agregar mais sete posições para aeronaves para embarque e desembarque. Atualmente, o pátio do aeroporto de Porto Alegre conta com 157,9 mil metros quadrados, com 25 posições, sendo cinco com pontes de embarque.

O Salgado Filho possui capacidade para receber até 13,1 milhões de passageiros por ano. O investimento mais recente foi a construção de uma nova área de check-in e de embarque. Em 2012, 8,2 milhões de viajantes passaram pelo terminal. Para 2014 são esperados 8,8 milhões de passageiros, incluindo a movimentação decorrente da Copa do Mundo.

Expansão

A Infraero argumenta que apesar da projeção de movimentação de passageiros ainda estar abaixo da capacidade do aeroporto porto-alegrense, já começou a ser planejada a expansão do terminal. Projetos de ampliação estão em andamento e o edital de licitação das obras deve ser publicado até março, com entrega da primeira fase dos serviços prevista para maio de 2014, quando o aeroporto passará a contar com mais duas pontes de embarque, novos 18 balcões de check-in, outras seis escadas rolantes e seis novos elevadores, além de novas esteiras de bagagem.

A segunda fase de expansão, prevista para 2016, prevê a instalação de outras duas pontes de embarque, além de mais seis escadas rolantes e nove elevadores e outros 29 balcões de check-in.

Segurança

A atualização do sistema de pousos por instrumentos (ILS) do Salgado Filho (passando da categoria I para a II) deverá estar concluída ainda no primeiro semestre deste ano, com R$ 37,2 milhões em investimentos na parte de infraestrutura de pista e de balizamento. Isso melhorará as condições para pousos em condições meteorológicas adversas.

A Infraero destaca que após a instalação dos equipamentos, o sistema deverá ser avaliado e homologado pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) e pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Com o aprimoramento, as condições mínimas passarão de 550 metros de visibilidade e teto de 60 metros (do atual ILS Categoria I) para 300 metros de visibilidade e teto de 30 metros (Categoria II).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.