Aeroportos de Buenos Aires retomam operações

A Administração Nacional de Aviação Civil (Anac) da Argentina informou no final da tarde de hoje que os aeroportos de Ezeiza e Jorge Newberry (Aeroparque), que atendem Buenos Aires, foram reabertos, após ficar fechados durante parte do dia devido à nuvem de cinzas expelida pelo vulcão chileno Peyehue-Caulle. As empresas Aerolíneas Argentinas, Austral, Lan e Pluna começaram a reprogramar seus voos para cidades do norte da Argentina, Uruguai, Paraguai e Brasil e também voos intercontinentais para a Europa e os Estados Unidos.

MARINA GUIMARÃES, Agência Estado

07 Junho 2011 | 19h14

Voos para o sul da Argentina e o Chile, contudo, permanecem cancelados. A nuvem de cinzas do vulcão chileno provocou o cancelamento de dezenas de voos hoje não só na Argentina, mas também no Brasil.

Até o domingo, continuam suspensos os voos para Bariloche, enquanto os voos para Trelew, Neuquén, Rio Gallegos, Calafate, Ushuaia, Comodoro Rivadávia, Viedma e Bahía Blanca estão suspensos até quinta-feira. A Aerolíneas Argentinas informou que suspendeu seus voos para Posadas e Iguazú, na fronteira com o Brasil, uma vez que a nuvem de cinzas chegou até perto da fronteira com o Paraguai e a Região Sul do Brasil.

"As empresas Sol e TAM cancelaram a totalidade de seus voos para o dia de hoje, enquanto a companhia Gol cancelou seu voo vespertino e analisa se fará o mesmo com o noturno", ressaltou a Anac. A nota detalha ainda que a companhia Pluna também analisa a reprogramação de seus voos e recomenda aos passageiros que tinham viagem marcada hoje que entrem em contato com suas respectivas linhas aéreas.

Hoje de manhã, todas as operações do Aeroparque foram canceladas por causa da chegada da nuvem de cinzas do vulcão chileno, localizado na fronteira entre a Argentina e o Chile. As companhias citadas na nota da Anac também cancelaram voos no aeroporto internacional de Ezeiza.

A decisão foi tomada durante reunião da Anac com o Serviço Meteorológico Nacional (SMN) e as companhias aéreas, no início da tarde, para analisar a situação provocada pela erupção do vulcão, no sábado. De acordo com estimativas do SMN, a grande nuvem está sendo soprada para o Uruguai, o que permitiria a reabertura dos aeroportos de Buenos Aires.

Antes, a Aeropuertos 2000, empresa que administra os aeroportos argentinos, havia afirmado que todos os voos para o Brasil estavam cancelados. Mas a decisão foi revertida no final da tarde de hoje. O website do jornal Clarín informou que dois voos partiriam para o Brasil ainda hoje, um para São Paulo e outro para o Rio de Janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.