Aeroviários fazem paralisação no Santos Dumont, no Rio

Um grupo de trabalhadores aeroviários (profissionais que atuam em solo, como mecânicos e pessoal de check-in) fizeram nesta manhã uma paralisação no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Eles interromperam as atividades entre 4 horas e 6h20 desta manhã, um dia antes do início de uma greve nacional do setor, anunciada no começo da semana.

KÍVIA COSTA, Agência Estado

22 de dezembro de 2010 | 10h55

Segundo a presidente do Sindicato Nacional dos Aeroviários, Selma Balbino, a paralisação de hoje foi um jeito de "aplacar a ira" de alguns trabalhadores do setor, depois de uma rodada de negociações ontem em Brasília terminar sem acordo. "Eles estavam dispostos a tudo, a partir para a quebradeira", afirmou.

De acordo com o sindicato, 105 trabalhadores ficaram do lado de fora do aeroporto durante a paralisação e apenas entraram para trabalhar 30% do contingente. "Conseguimos paralisar o check-in da TAM por uma hora. Atrasamos três voos da Gol e cinco da TAM que iam para São Paulo e três que vinham de lá. Alcançamos nosso objetivo", disse Selma.

De acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), o Aeroporto Santos Dumont registrou hoje cinco voos com atrasos superiores a 30 minutos e oito cancelados, números que estariam dentro da normalidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.