Aeroviários protestaram contra decisão da Justiça

Presidente do sindicato afirmou que preferiram evitar tumulto entre os passageiros, apesar da adesão de mais de 20% dos funcionários

BRUNO BOGHOSSIAN, Agência Estado

23 de dezembro de 2010 | 19h25

Manifestantes ligados ao Sindicato Nacional dos Aeroviários protestaram hoje tarde contra a decisão da Justiça, que impediu a greve dos funcionários das empresas aéreas e afirmaram ter conseguido fazer uma paralisação de 20% dos trabalhadores em quatro aeroportos do País.

Segundo a presidente do sindicato, Selma Balbino, o movimento realizado nos aeroportos do Galeão (Rio), Confins (Belo Horizonte), Salvador e Brasília respeitou a determinação do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que obrigou a manutenção de 80% dos trabalhadores do setor no fim do ano. "Poderíamos ter conseguido adesão de mais de 20% dos funcionários, mas temos responsabilidade e não queremos criar tumulto entre os passageiros", afirmou Balbino.

No Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio, mais de 60 pessoas participaram de uma manifestação, que começou às 15 horas e terminaria à 0h. Segundo os sindicalistas, a paralisação teve participação de funcionários de pista, mas poupou trabalhadores do setor de check-in, com o objetivo de evitar transtornos nos saguões de embarque.

Tudo o que sabemos sobre:
greveprotestoJustiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.