Afloramento não é de óleo de Campos, diz Petrobras

A Petrobras divulgou nota nesta quarta-feira informando que a exsudação (afloramento de óleo) detectada no domingo no Campo de Roncador não tem origem em campos da Bacia de Campos, no Rio de Janeiro. Segundo a companhia, as análises das amostras mostram que as gotículas coletadas têm características semelhantes a um tipo de fluido usado na operação de perfuração de poços, que tem como constituinte básico a n-parafina.

SABRINA VALLE, Agência Estado

11 Abril 2012 | 16h27

A estatal disse ainda que não se trata de óleo proveniente de qualquer reservatório produtor de Roncador ou de qualquer outro petróleo produzido na bacia. A Petrobras informou que sua equipe técnica analisa a origem do fluido.

"Não há perfurações recentes nas proximidades dessa área do Campo de Roncador e não há registro de manchas de fluído na superfície do mar. A qualidade da cimentação dos poços do Campo de Roncador, nas proximidades da ocorrência, foi verificada, indicando que existe integridade e isolamento efetivo entre os poços e as formações no seu entorno".

Mais conteúdo sobre:
vazamentoRoncadorPetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.