Agência de empregos japonesa passa a oferecer robô

Ele pode saudar pessoas, exibir DVDs e oferecer balões. Ubiko, um robô sobre rodas com uma face que lembra um gato, uniu-se à equipe de funcionários temporários que uma agência de empregos japonesa espera colocar em lojas, eventos e, até mesmo, casamentos. Em dezembro, o robô de 113 cm atuará como vendedor de celulares numa loja, disse Akiko Sakurai, porta-voz da empresa Ubiquitous Exchange.Ubiko pode ser contratado como temporário por duas horas pela soma de 105.000 ienes (US$ 890). "Encaramos isso como um negócio sério. Há serviços que robôs fazem melhor", disse Sakurai. "As pessoas criam uma ligação com o robô, e ele e é adorável".Ubiko, que custou 30 milhões de ienes, vem montado com uma câmera e sensores infravermelhos, saúda os clientes com uma voz eletrônica, anasalada, exibe DVDs a partir de um projetor que tem na cabeça e oferece balões e outros itens com braços que podem ser guiados por controle remoto.Tmsuk, a fábrica japonesa que criou o robô, vendeu três no mês passado para um hospital, onde os aparelhos trabalham em tempo integral como recepcionistas e guias, informa a porta-voz Rie Sudo.Um dos robôs-recepcionistas tem um painel com teclas no corpo, e os visitantes podem usá-lo para obter informações."Basta dar eletricidade e um robô pode trabalhar por horas a fio, fazendo trabalhos repetitivos, e não é preciso preocupar-se com leis trabalhistas", disse Sudo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.