Agente é afastado por espancamento de presos em SC

A Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina (SSP-SC) afastou por 60 dias de suas funções o agente prisional Carlos Augusto Macedo Motta suspeito de espancar ontem dois detentos, no presídio de Tubarão. As imagens das agressões foram gravadas e divulgadas por uma rede de TV local.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

02 de junho de 2010 | 16h11

Os presos foram agredidos após chegarem da Unidade Prisional de Criciúma. O vídeo mostra o agente puxando um dos detentos pelo cabelo e depois agredindo com chutes e cotoveladas os dois presos em uma sala do Departamento de Administração Prisional (Deap).

O caso vai ser investigado pela Corregedoria da Secretaria de Justiça. Nos próximos dias, serão tomados depoimentos de Motta, e de funcionários que estavam de plantão no dia da ocorrência. De acordo com a SSP-SC, Motta trabalhava há menos de dois anos no presídio e, até então, não havia nenhuma queixa sobre seu comportamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.