Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Agnello al forno

Ovinos e caprinos - Gero

03 de dezembro de 2009 | 15h27

Anna Angotti & Demian Takahashi: "Olha como a carne desmancha!", eu cutucava com o garfo todas as partes do cabrito para conferir se havia algum ponto mais duro - sem sucesso. Na boca, foi uma revelação: a carne de cabrito, normalmente forte demais, tinha sido domada de maneira incrível, revelando muito sabor sem exagero de gordura. Os temperos não estavam lá para se exibir, só queriam trazer mais do gosto marcante e delicioso da carne. Se era o melhor prato da categoria? A Anna não deixou dúvidas: "Uau, está melhor do que o que você faz em casa..." Mesmo com o orgulho ferido, concordei com prazer.Blog Alho, Passas e Maçãs: Três elementos, nem mais nem menos: cabrito, batata e brócoli. E você descobre que está tudo ali, articulado pelo molho do assado e exibindo o vigor da qualidade dos ingredientes e da execução exata. Só três elementos, e todos no ponto. O aroma e o sabor preenchem a boca inteira, envolvem. Três: macios, suculentos, completos. Três e tradicionais, que fazem pensar há quanto séculos bons cabritos são preparados e comidos. Três, e tão conhecidos. Como é possível que um prato a princípio tão simples surpreenda e agrade tanto? Porque esse cabrito arrebata. Tanto que conseguiu provar que é possível comer bom cabrito em São Paulo e venceu, por um quarto de chifre de vantagem, um dos melhores pratos do prêmio.Braulio Pasmanik: Tempero marcante, sabor suave, carne tenra e acompanhamento tradicional e perfeito: batatas ao alecrim e brócolis.Jacques Trefois: A paleta vem totalmente desossada. A carne é saborosa e macia, levemente fibrosa, uma característica da carne que não atrapalha em nada. As batatas que acompanham são ótimas. Grande prato.Janaina Fidalgo: Concorrência difícil com a paleta de cordeiro do Maní. Tal como lá, estava macia, desmanchando e com um vigoroso molho.Luiz Américo Camargo: Um dos melhores pratos do Gero: sabor potente, textura agradável, um conjunto de fibras e gorduras resultando num assado fartíssimo, e descomplicado em sua essência. Mas elaborado com muita sabedoria.Luiz Horta: Achei sem muito sabor e com um ponto exagerado de cozimento, bem feito do ponto de vista técnico e com molho saboroso, mas a carne decepcionou.Neide Rigo: A carne estava extraordinária. E olhe que estava no meu segundo almoço. Ultra-macia, as fibras se desfaziam com uma pressão pequena do garfo. E a crosta era crocante, perfumada de alecrim. O caldo era muito aromático e as batatas com casca não eram meras coadjuvantes. Estavam deliciosas!Patrícia Ferraz: Comida de alma, simples, mas executada com rigor técnico: a carne estava macia, assada no ponto, temperada sem invencionices e com sabedoria. Para acompanhar, batatas assadas com alecrim, crocantes por fora, macias por dentro. Adorei.Roberto Smeraldi: Parece que o pessoal do restaurante quer fazer o possível para você não comer este prato. Fazem raramente e, mesmo confirmando antes, na hora tentam te convencer a optar pela paleta de cordeiro. Mas se você conseguir, deverá gostar, porque a paleta, de um animal bem jovem, se desmancha.Silvio Giannini: Prepare uma marinada de vinho branco, generosa no uso de cebola, alho, cenoura, salsão, pimenta preta, tomilho e alecrim frescos, um pouco de sal e um tanto de azeite. Agora torne-se um chef monje budista para suportar esperar 48 horas, 24 horas banhando-se de um lado, mais 24 horas banhando-se do outro nesta aromática piscina. Vá imaginando o gosto que este cabrito vai adquirir quando for ao forno. Sua paciência terminou? Pois então arrume uma dose extra. Serão precisos mais 7 horas à baixissima temperatura no forno, sempre visitando-a e regando para hidratá-la. Por fim, quando for servir, já dessosada e cortada em generosos pedaços, acrescente discretas pitadas de flor de sal da Guerànde. Para completar, produza uma guarnição de batatinhas "novelle" com azeite e alecrim. É impossível, caros leitores, resistir a um cabrito assim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.