Agora, só falta Fernandão

Presidente são-paulino não desiste do centroavante

Bruno Winckler, O Estadao de S.Paulo

29 de janeiro de 2010 | 00h00

O presidente Juvenal Juvêncio disse que só falta uma peça para encerrar o ciclo de contratações do São Paulo em 2010: o atacante Fernandão, do Goiás. "Se ele fizer o que nos disse - "me aguardem que eu chego" -, jogará no São Paulo", afirmou.

O Goiás, no entanto, continua dificultando a liberação do jogador, com que tem contrato até o final do ano.

Fernandão viria para disputar a posição com Washington - Juvenal acredita que Marlos e Dagoberto já são opções suficientes para a segunda função do ataque. Também poderia ser utilizado como armador.

A data-limite para transações internas é 8 de fevereiro. O presidente negou o interesse na contratação de Ricardo Oliveira, que está no Oriente Médio, e garantiu que a lateral direita não terá reforços.

MARCELINHO CONDENADO

O meia Marcelinho Paraíba foi condenado a seis meses de detenção em regime aberto por ter agredido Jackson Azevedo num bar em Campina Grande (PB). Segundo o processo, o jogador teria dado um soco no técnico em radiologia durante uma discussão por causa da namorada do rapaz. O crime ocorreu em 2005 e ainda cabe recurso. Marcelinho está proibido de consumir bebidas alcoólicas em público e deve estar em casa até às 21 horas todo dia, menos quando tiver de jogar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.