Agroconsult prevê safra recorde de soja no Brasil em 10/11

A safra de soja do Brasil em 2010/11 deverá atingir um recorde de 70,3 milhões de toneladas, ante previsão do mês anterior de 68,4 milhões de toneladas, um aumento decorrente de uma melhora nas condições climáticas especialmente no Sul do país, informou nesta quinta-feira a Agroconsult.

ROBERTO SAMORA, REUTERS

27 de janeiro de 2011 | 18h00

Na safra passada, o Brasil produziu 69 milhões de toneladas de soja, de acordo com a Agroconsult.

O crescimento da safra da soja no país, o segundo produtor mundial, deve-se ao aumento de área para um recorde de cerca de 24 milhões de hectares, contra 23,5 milhões de hectares do ciclo anterior. Além disso, a Agroconsult agora espera produtividade recorde, superando o resultado excepcional de 09/10.

"A safra está boa de ponta a ponta", disse o diretor da Agroconsult André Pessôa à Reuters, pouco antes do início de uma conferência de imprensa para lançar o Rally da Safra, expedição técnica pelas áreas produtoras organizada pela consultoria que deverá levantar no campo o tamanho da produção brasileira.

Ano passado, disse o analista, a produtividade média no país foi de 49 sacas por hectare. "A chance de chegar este ano a 50 sacas na média existe."

Ele destacou que o clima está favorável ao desenvolvimento das lavouras, contrariando previsão inicial de que a seca provocada pelo La Niña pudesse provocar perdas especialmente no Sul do Brasil.

"Aquelas lavouras com colheita de soja precoce iniciada no Paraná, Goiás e Mato Grosso apresentaram resultados bastante satisfatórios", disse a jornalistas. "Principalmente, porque o início desta safra não foi tranquilo", comentou, referindo-se ao La Niña.

O analista disse que o fenômeno climático revelou os seus efeitos, com o atraso nas chuvas na época do plantio no Centro-Oeste, e provocou períodos de estiagem especialmente no Sul do Rio Grande do Sul, mas em uma área utilizada mais para cultivo de arroz e pecuária.

"Isso (a seca) de fato aconteceu, mas não foi capaz de causar situação adversa para as lavouras... Choveu no final de dezembro e as chuvas se regularizaram em janeiro e permitiram a recuperação das lavouras", explicou.

Em meio a preços elevados no mercado internacional, o crescimento de plantio em relação a 09/10, de 500 mil hectares, disse Pessôa, poderia ter sido ainda maior não fosse uma recuperação dos valores do milho e também dos recordes da cotação de algodão, que acabaram limitando o aumento da área da oleaginosa.

MILHO

O tempo favoreceu também as lavouras de milho, e a safra de verão da atual temporada foi estimada pela Agroconsult em 32,6 milhões de toneladas, contra 32,05 milhões de toneladas previstas em dezembro --em 09/10, a primeira safra foi de 34 milhões de toneladas, quando o plantio do cereal ocupou uma área maior.

E essa produção de milho poderá ser até maior, segundo o analista. "Ainda tem chance de chegar lá (nos 34 milhões da safra passada), temos nos surpreendido com a produtividade do milho no Brasil", afirmou, lembrando que as lavouras de alta tecnologia do cereal cada vez ganham mais espaço no país.

"O milho tem pouco risco daqui para a frente. Por recomendação, o plantio foi antecipado, e isso funcionou muito bem, o processo de maturação está bem definido", disse Pessôa, ponderando que no caso da soja a ameaça maior está para a qualidade, se continuar chovendo em demasia durante a colheita.

A safra total de grãos do Brasil em 2010/11 foi estimada em 154,27 milhões de toneladas, um recorde que representa um crescimento de 3,7 por cento em relação à temporada anterior, avaliação que considera um expressivo plantio da segunda safra de milho, segundo a Agroconsult.

Um dado mais preciso sobre a safrinha de milho poderá ser aferido durante o Rally da Safra, que contará com dez equipes que começarão a percorrer as lavouras em 31 de janeiro.

Elas deverão rodar 55 mil quilômetros no Brasil até 27 de março, colhendo cerca de 1.300 amostras nas lavouras com o objetivo de realizar o levantamento.

O resultado do Rally será divulgado na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), em 29 de março.

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSSOJAAGROCONSULT*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.