AgRural mantém estimativa de safra de soja do Brasil apesar de focos de seca

Focos de seca estão sendo registrados em algumas áreas produtoras de soja no Brasil, com destaque para o sul de Mato Grosso do Sul, mas a estimativa para uma safra recorde da oleaginosa ainda está mantida, disse nesta segunda-feira a consultoria AgRural.

Reuters

13 de janeiro de 2014 | 10h50

A colheita da atual temporada 2013/14 foi projetada em 89,4 milhões de toneladas, mesmo volume previsto no final de novembro.

"Depois de um final de ano seco e quente em algumas das principais áreas produtoras de soja do país, janeiro começou com a volta das chuvas ao Sul, o que levou alívio às lavouras", disse a AgRural em nota.

Por outro lado, as chuvas sobre o Centro-Oeste têm tido distribuição muito irregular.

"Há focos de seca em alguns pontos, com destaque para o sul de Mato Grosso do Sul, que já vinha sofrendo com a irregularidade das precipitações desde o início da safra. Os efeitos da falta de umidade também são sentidos em alguns pontos do sudoeste de Goiás e no norte do Paraná."

A consultoria ressaltou que "não se pode falar em quebra de safra, ... mas o potencial das lavouras em algumas áreas do país já não deve ser o mesmo que o esperado inicialmente."

A AgRural aponta que a colheita em Mato Grosso --principal Estado produtor-- já chega a 1 por cento da área plantada.

(Por Gustavo Bonato)

Mais conteúdo sobre:
COMMODSSOJAAGRURAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.