Ainda em ótima forma

A cozinha da Capuano não envelheceu: ainda faz com competência os pratos tradicionais que garantiram sua longevidade. Poucas coisas mudaram na casa. O mesmo ambiente acanhado, um pouco escuro, com as lingüiças penduradas no portal da cozinha limpa e caprichada, onde só trabalham mulheres, desde o tempo de d. Ângela. A Capuano fez recentemente algumas concessões. Antes, praticamente só o molho de tomate (sugo) Hoje, aparecem "novidades", como o molho branco e o de quatro queijos. Melhor apostar na tradição, começando pelo fusilli artesanal, cozido quase al dente, acompanhado por um honesto sugo (R$ 33,60 a porção inteira, R$ 25,30 a meia). O prato pode ser enriquecido por ótimas polpetas (R$ 8,80) e pela bracciola tradicional da casa (R$ 9,50). Cabrito à la pizzaiola primoroso, macio, cheio de sabor, num molho escuro, gostoso (R$ 42,50 e R$ 32,50) - cabrito mesmo e não cordeiro disfarçado, como garantiu Donato, genro do proprietário, que serve as mesas com simpatia e competência. A Capuano continua servindo uma das melhores dobradinhas de São Paulo, à parmegiana (na foto, R$ 30,50 e R$ 22,50).Tripas macias, num molho de tomate aromático - segundo Donato, perfume do manjericão.

Saul Galvão, O Estado de S.Paulo

26 Julho 2007 | 01h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.