Airbus venderá unidades em revisão da sua divisão de Defesa e Espaço

Airbus venderá unidades em revisão da sua divisão de Defesa e Espaço

A medida ocorre semanas após uma reorganização das atividades de lançadores espaciais em conjunto com a francesa Safran

REUTERS

16 Setembro 2014 | 07h55

A Airbus revelou planos nesta terça-feira para vender meia dúzia de unidades conforme direciona o foco na unidade de Defesa e Espaço para as atividades de aviões de guerra, mísseis, lançadores e satélites.

Anunciando os resultados de uma revisão de portfólio, o maior grupo aeroespacial da Europa disse que venderá seus ativos de comunicação segura Professional Mobile Radio e vai considerar a venda de atividades de satélites comerciais e não governamentais.

A empresa também confirmou planos de vender uma fatia de 49 por cento na fornecedora de submarinos Atlas Elektronik e disse que buscará compradores para a companhia de sistemas e software ESG e três unidades menores: a fornecedora de sistemas ambientais baseada nos Estados Unidos Fairchild Controls, a fabricante alemã de simuladores de cabines Rostock System-Technik e a AvDef, pequena empresa de aviação no sul da França.

Para seus negócios eletrônicos restantes de segurança e defesa, "alternativas industriais adicionais serão exploradas" para encorajar o crescimento, disse a Airbus em comunicado.

A medida ocorre semanas após uma reorganização das atividades de lançadores espaciais em conjunto com a francesa Safran, e deixa a fatia da Airbus no consórcio para o Eurofighter e mísseis MBDA, assim como sua própria aeronave A400M, no centro de um portfólio focado em aeronáutica e espaço.

(Por Sabine Siebold)

Mais conteúdo sobre:
AVIACAOAIRBUSGROUPDEFESA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.